Image for post
Image for post
Folha de S. Paulo

Saúde em um clique: tecnologia auxilia na superação da mortalidade infantil

Os moradores de Marechal Deodoro, município litorâneo de Alagoas, têm muito o que comemorar nesse início de 2018. As ações de investimentos na saúde pública, que já vem sendo realizados desde 2017 e que apresentam a tecnologia como aliada, renderam grandes benefícios para as famílias deodorenses, especialmente às gestantes.

Dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontam que o índice de mortalidade infantil caiu 48%, se comparado com números de 2016.

Marechal Deodoro é um município popularmente conhecido pelo turismo e suas belas praias, além das lagoas Mundaú e Manguaba, que dão sustento a grande parte dos moradores da região, que sobrevivem da pesca.

No entanto, apesar das belezas naturais, o município amargava péssimos índices de óbitos entre os bebês, que o colocava entre os três piores municípios de Alagoas.

Com o intuito de melhorar esses números, o sistema de saúde vem sendo totalmente informatizado, com ferramentas de monitoramento que permitem um contato mais facilitado com a população em geral e pacientes já atendidos na rede pública municipal, pelo SUS.

A grande surpresa é a forma simples como tudo isso acontece: por SMS, ou mensagem de texto, como são conhecidas popularmente.

Como resultado dessa estratégia, que independe de qualquer conexão com a internet, mais de 60% das gestantes engajaram-se no processo, que consiste em responder perguntas enviadas via sistema de inteligência artificial.

Com o monitoramento dessas respostas pelos agentes de saúde e as informações obtidas automaticamente dessas mulheres, através do número de telefone cadastrado, dados apontam quais delas já vem sendo acompanhada pelo pré-natal, fundamental para uma gravidez tranquila e saudável para a mãe e o bebê.

As pacientes grávidas recebem diariamente mensagens dos enfermeiros, podendo haver interação com respostas sobre queixas ou dúvidas, tudo de forma gratuita.

Caso a paciente relate algum problema ou algo que chame a atenção, a enfermeira entra em contato com a usuária e dá as devidas orientações, prevenindo possíveis complicações na gestação e retirando dúvidas.

Projetando que nenhuma gestante fique sem acompanhamento, se constatado alguma inconsistência, o agente de saúde responsável pela região é notificado em seu tablet — iniciativa que também busca a facilitação do trabalho de campo, e logo localiza essa mulher que precisa de assistência, encaminhando-a para o Posto de Saúde da Família mais próximo de sua residência.

Em 2016, o município registrou óbito de 17 bebês a cada 847 nascidos vivos, o que equivale a 20,01% no índice de mortalidade. Já em 2017, após essas ações serem adotas, o número caiu para nove, de um total de 751 bebês nascidos vivos, resultando em um índice atual de 11,9%.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Aérton Lessa, essa queda é resultado da implantação de diversos programas municipais e o compromisso do prefeito Cláudio Filho Cacau com a Saúde de Marechal Deodoro.

“Vale ressaltar que esses índices são consequência de uma série de iniciativas na área da saúde, como a implantação do ‘Saúde Pra Já’ e ‘Circuito da Mulher’, lançados apenas em agosto de 2017. Ou seja, toda essa queda foi alcançada em apenas 5 meses, o que eleva sua eficácia para mais de 80% e torna tudo isso ainda mais impressionante, mostrando a dedicação da equipe.

Para 2018, a Secretaria de Saúde já prevê a ampliação dos programas e a implantação de novos sistemas, afinal, a saúde será sempre a prioridade dessa gestão.”, disse o secretário.

Written by

Trabalhamos para identificar e potencializar negócios de impacto social.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store